Páginas

sábado, 30 de junho de 2012

Incentivo Público!

Nem em propaganda o governo poupa deboche. Ou então a agência quis dar uma sacaneada e nenhum representante do Estado percebeu o que estava fazendo / autorizando (talvez muito ocupado colocando propina na maleta).

Perceba o programa de incentivo do Estado do Rio de Janeiro:


Clique na imagem se quiser ampliar.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Tem pedestre que merece um atropelamentozinho de leve!


Que símbolo esquisito? Muito complexo? Não está claro para mim o que isso significa!


Hoje fui dar uma pedalada. Não vou me comprometer em dizer que isso irá se tornar um hábito por isso vamos encarar que isso foi algo esporádico.

Mas me surpreendi com a tamanha ignorância das pessoas. Acredito que o "hieroglifo" acima deve ser um mistério para um bando de analfabeto que faz caminhada na praia do Recreio.

CICLOVIA É PARA BICICLETAS!

Parece óbvio, mas para muito animal, parece não ser.

As pessoas próximas a mim sabem que ainda estou em processo de recuperação de duas fraturas que tive nos dois pulsos, e a fisioterapeuta agora recomendou bicicleta pois estou em fase de fortalecimento da área afetada. Apesar de (ex)motociclista e ter andado de bicicleta a vida toda, dá pra imaginar minha insegurança em depender dos meus pulsos novamente. Mas se na ciclovia houvesse só ciclista, seria algo fácil de lidar. 


Duas mãos, todos na mesma velocidade, tranquilo. Mas o que falar dos porcos prepotentes que metem um fone no ouvido e fazem seu trote rebolativo pela ciclovia, cagando e andando para os ciclistas em alta velocidade, baixa velocidade, carregando crianças, idosos e por aí vai. 

Na maioria das vezes (quase sempre), o calçadão tá VAZIO... 

No horário que eu fui poucas pessoas caminhavam, e 80% dessas poucas pessoas estavam desfilando na ciclovia.

E em muitos casos, não adianta buzinar, assobiar ou gritar para o energúmeno, porque com o maldito fone no ouvido ouvindo Michel Teló provavelmente, o infeliz olha pro chão e segue como se nada estivesse acontecendo. Aí você atropela um porcaria desse e vai todo mundo colocar a culpa no ciclista, dizer que ele é distraído ou estava em alta velocidade.

Para tanto cabe uma campanha: "Lugar de pedestre é na calçada, seu animal".



Um imbecil desses merece ser atropelado pela mulher que vem lá atrás.

sábado, 23 de junho de 2012

A legalização da maconha - Por Tico Santa Cruz


Reproduzo abaixo um post do cantor Tico Santa Cruz no facebook. Gosto muito dos pensamentos do cara e achei o texto muito bem escrito, imparcial e merecedor de um Pitaco. Leiam e opinem.


Vamos a um debate com respeito? 

O Uruguai quer legalizar a venda da Maconha. Falta apenas a aprovação do Congresso. O Presidente do país é favorável a legalização. O assunto repercutiu em toda América Latina. 
Existe um receio de que o país se torne um destino para o "Narcoturismo". 
Sou a favor da legalização da Maconha no mundo inteiro, para evitar exatamente que se crie um Êxodo de consumidores entre os territórios onde o consumo seja legalizado. 
Antes de qualquer opinião, vale ENTENDER que legalizar a MACONHA não significa torná-la disponível a QUALQUER UM em QUALQUER LUGAR, sob QUALQUER CONDIÇÃO. A regulamentação da venda e do uso seria o pilar principal para que os consumidores pudessem ter acesso legal a erva. 
Ou seja... REGRAS serão criadas para que seja evitada qualquer desordem e desrespeito. Assim como é Proibido fumar em locais fechados ou dirigir bêbado, a maconha deve ser consumida apenas em locais devidamente credenciados e vendida sob a mesma condição dos remédios Tarja Preta. 

Se eu pudesse interferir no texto de regulamentação do uso colocaria uma cláusula onde o usuário que cometesse qualquer crime sob o efeito da Maconha teria sua pena DOBRADA e sem direito a fiança ou liberdade condicional. Assim como deveria ser para o ÁLCOOL. 

É um debate que demanda bom senso e principalmente CONHECIMENTO, para que evitemos aqueles velhos paradigmas que atravancam uma consciência coletiva a respeito do TEMA. 

Desde já quero dizer que SOU A FAVOR DA LEGALIZAÇÃO DA MACONHA. Ao longo do debate certamente terei de expor meus posicionamentos. 

Sabe-se que a proibição é uma condição MAIS POLÍTICA do que científica. Então, nada mais justo do que ouvir a CIÊNCIA. 

Colocarei uma ilustração apenas para que possamos dar início as postagens. 
Divirtam-se e VAMOS PENSAR!


sexta-feira, 22 de junho de 2012

Você acredita em tudo que mostram pra você?


Quem é mais burro? O cara que fez a montagem e esqueceu de pensar que caso o livro estivesse mesmo de cabeça para baixo a capa estaria na mão direita e não na esquerda; ou o que divulga a foto-montagem falando que o Lula é burro?

Cansei de ver a foto e fui um dos "burros" que não percebeu o detalhe da página estar na mão direita, caso estivesse de cabeça para baixo. Mas sempre soube que algo estava errado.

Cá entre nós. Podem me esculachar aqui, mas da mesma maneira que essa foto tão difundida nas redes há muito tempo e sempre com comentários imbecis irônicos botando fé que isso é verdade, também vem agindo assim revistas Veja da vida, Correntes de e-mail com cartas públicas e cães raivosos ignorantes sempre denegrindo os 12 anos de governo do PT. 

A modinha agora é a foto do Lula cumprimentando o Maluf. Não tomo decisões precipitadas enquanto não souber realmente quais são as reais circunstâncias da foto.

Vão me desculpar. O Lula, Dilma e PT realmente não são como antigamente. Não são mais esquerdistas vermelhos com comunismo na cabeça, cacetete na mão e radicalismo na ideologia. Para se chegar ao poder precisa-se dançar conforme a música. Ou então entra e monta barraca na geladeira política e fica brigando por cargos de vereador e umas minguadas vagas de deputados pro resto da vida. Pra isso hoje temos o PSOL.

Mas eu vivi o tucanismo durante 8 de FHC e vai pro inferno quem acha que o PSDB precisa voltar ao governo. Cansei de passar 8 anos tendo que me gabar porque podia comprar frango pra janta.

A maior mácula da política brasileira eu não vejo ninguém criticar. O PMDB. Sempre do lado de quem tá ganhando e aliciando todos que podem para o "lado negro da força".

Cuidado com fotos de internet, blogs tendenciosos, correntes de e-mail sem origem e publicações da Veja. 
Afinal, você só sabe daquilo que contam pra você. E nem tudo é verdade ou isento de Photoshop!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Camelotagem ou Financiamento do crime?

Recentemente tive contato por intermédio de um amigo, a um grupo peculiar no Facebook: Camelotagem. No início e por tratar-se da indicação de uma pessoa de confiança, gostei da idéia do grupo. Um espaço democrático onde pode-se anunciar de tudo a todos e o principal, de graça. Há algumas regras lógico, afim de evitar a anarquia e o mau uso da ferramenta, mas no geral é bem simples e funcional. 

Tanto gostei que anunciei uma das pulseiras que minha esposa faz, só pra sentir como funcionava o processo. 

Posteriormente, verificando como estava a audiência do anúncio que coloquei percebi que é uma ótima ferramente na verdade para quem quer comprar. Há uma demanda absurda de coisas a vender e o principal do negócio é que são preços realmente módicos e populares. Camisas oficiais de times (que foram compradas no tamanho errada) por valor muito abaixo das lojas, videogames a valores atrativos também (sejam novos ou usados), celulares aos mil, bicicletas, até mesmo combos de comida japonesa. Um mar de excelentes oportunidades. Um paraíso para quem gosta de aproveitar boas oportunidades (pressa, emergência ou aperto financeiro dos outros) e fazer uma boa compra, seja para usufruir ou para revender.

Mas foi essa pluralidade e atratividade das ofertas que me fez abrir os olhos, ser mais detalhista e notar um ponto interessante: Haviam perfis muito suspeitos (não pela aparência, que não sou de julgar isso), vendendo produtos suspeitos. Explico: 

Perfis de jovens (parecendo até menores de idade) que anunciavam produtos muito diversos e suspeitos, como relógios caros (de R$ 400 a até R$ 1000), bicicletas e principalmente uma boa gama de celulares. Posso estar errado, mas a simples suspeita me fez acender uma luz amarela e imediatamente retirei meu anuncio e me desliguei do grupo.

Para mim, apesar de bem intencionado e da idéia ser brilhante e democrática, para variar algumas pessoas subverteram a iniciativa e o grupo no facebook virou uma excelente bolsa de mercadorias roubadas. O que antes era negociada nas esquinas das ruas movimentadas com tipos suspeitos te abordando e oferecendo discretamente relógios migrou para a cheia de oportunidades "Rede Mundial de Computadores". 

De maneira ainda bem mais fácil e anônima, basta criar um perfil qualquer e confiável e começar a "corretar" na internet. É mais difícil de ser detectado ou preso em flagrante, tem toda uma carapuça de legalidade, basta vender, combinar um local, receber a grana e acabou.

Posso estar errado no que tange os perfil que desconfiei ou que me levantaram as suspeitas, mas acho MUITO difícil eu estar errado quanto a haver pessoas fazendo isso em grupos de Camelotagem. Procurando mais no Facebook depois descobri que existem Camelotagens em vários estados. Camelotagem MG, Camelotagem SP e outras variações.

Longe de mim jogar um balde de água fria numa iniciativa tão legal, mas a função desse post é só aconselhar um maior cuidado com essa negociação, afinal você não sabe quem vai encontrar e como vai se encaminhar a negociação do que for comprado no grupo. Da mesma maneira que se temia comprar um relógio roubado numa esquina e ser roubado na outra, você pode estar indo comprar algo que na verdade vai ser tomado de vocÊ logo adiante.

Mas a verdade principal que quero fomentar com esse blog é para tomar cuidado em não estar financiando e incentivando o crime. Se realmente tornar-se tão fácil atravessar mercadorias roubadas, qual bandido não vai querer entrar nessa onda?


Cuidado, você nunca sabe quem vai lá te "atender" quando você for buscar sua compra feita em Camelotagem Virtual.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Sem uma mulher pra mandar!

Abaixo exemplo de homens que não tem mulheres para mandar neles ou simplesmente decidiram não obedecer...



Tudo em nome da praticidade.




Todo mundo já teve vontade de fazer isso.


Que mordomia.



Estilo é isso aí.


Reciclagem é isso aí.


Genial... e deve ficar bom.


Nem o Mcgyver pensaria nisso.


Você tem que admitir que é ecologicamente sustentável. Já aduba a grama.




segunda-feira, 18 de junho de 2012

Seguindo no mesmo ramo.




Conversa entre três amigos com mais de 60 anos, já aposentados:
 - O que você tá fazendo na vida, Oswaldo? (ex-executivo da Pirelli) 
- Eu montei uma recauchutadora de pneus. Não tem aquela estrutura e organização que havia quando eu trabalhava na Pirelli, mas vai indo muito bem. 

- E você, José? (ex-gerente de vendas da Shell) 
- Eu abri um posto de gasolina. Evidentemente também não tenho a estrutura e a organização do tempo que eu trabalhava na Shell, mas estou progredindo. 

- E você Marcos? (ex-funcionário do Congresso Nacional) 
- Eu montei um puteiro...  
- Um puteiro???
 - ÉÉÉÉÉÉ!!! Um puteiro!!! É claro que não é aquela zona toda que é o Congresso Nacional, mas também tá dando lucro!!! 

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Entendendo um psicopata

As vezes, tenho lampejos em minha mente e consigo compreender plenamente a cabeça de um psicopata.

Quando minha mulher me pede para pegar alguma coisa para ela, por exemplo.

A frase é muitas vezes a mesma, porém com variações geográficas lógicas: "Pega aquela XXX em cima do XXX". Ou "Pega o YYY do lado do WWWW". 

Obrigatoriamente isso acontece "naquele" momento em que você está ocupadíssimo, ou no meio do fio da meada que pode promover esclarecimentos e consequências capazes de mudar o mundo. No clímax e ponto GGG da coisa, a voz ecoa e o brado imperativo se faz: "Pega o ........ que tá no .......".

Além de quebrar o momento, seu cérebro se compara à um carro que no meio de uma curva veloz, que se deparou com uma poça sarada de óleo, manteiga com KY espalhada no asfalto. Você nunca mais vai voltar ao curso normal e a possibilidade de acidente é uma realidade.

Resignado, você se levanta, vai até o exato local onde a pessoa instruiu. Geralmente a vontade é de resolver aquilo logo para voltar de onde você parou. Mas você fica impossibilitado de resolver isso logo, porque quando chega no local apontado, o treco, coisa, dito cujo e seja lá o que for NÃO ESTÁ LÁ. Você olha, "re-olha", apalpa o lugar, olha mais uma vez e pensa: "Não é possível, eu não devo estar enxergando". Você coça os olhos, apura a visão, enxerga cada mísero detalhe do lugar, acha o que estava procurando em outras vidas, mas não localiza de maneira nenhuma a maldita coisa que te foi pedida. O ódio vai se avolumando no seu coração e você inevitavelmente responde: "Eu não estou achando".

É quando a criatura maravilhosa descendente da infeliz que aliciou o pobre coitado do Adão a morder a porcaria da maçã e perder tudo sendo condenado junto com sua geração a uma eternidade de sofrimento chega no aposento e diz: "Tá quase te mordendo", e pega o objeto num lugar COMPLETAMENTE diferente do que tinha falado. Se ela disse que estava na cama, ela pega no armário. Se falou sofá, tava na mesinha. Se falou armário, tava no berço. Se falou na cama do bebê, está na cama do casal e se falou cama do casal está na cama do bebê, e se falou só cama, está na cama que você não procurou (maldito Murphy). E por aí vai.

É aí então que o cérebro deve expelir alguma substância que deixa seus escrúpulos e moral totalmente adormecidos, porque a vontade que dá é de sacar uma arma, descer de um ônibus na Presidente Vargas lotada, gritando e babando espuma, largando o aço em todo mundo que vê pela frente, reservando a última bala para meter no meio dos olhos.

Até que fazer esse desabafo por aqui me acalmou um pouco. Vou ali guardar a pistola.... rs

CUIDADO. Pode não ser sua mulher, ou não ser só ela que apronta uma dessas. Há relatos de que mães também têm essa habilidade extraordinária de despertar o psicopata que existe dentro de cada um.... rs

"Amor, onde você disse que estava mesmo?"



quinta-feira, 14 de junho de 2012

Só o INSS merece reembolso?

O homem que usar de violência com a mulher, além de ser enquadrado na lei Maria da Penha e sofrer duras (e merecidas) penalidades, agora também será processado pelo INSS que reclamará ressarcimento dos gastos com a vítima.

Antes de mais nada: APOIADO, e nada mais justo. O homem que se utiliza de sua força para violentar (em todos os sentidos) a mulher, deve sofrer todo e o máximo dos castigos que a criatividade humana possa elaborar. Mas vamos analisar a coisa de maneira menos passional.

Não vou usar esse tempo para falar algo que já devo ter falado aqui no Pitaco (e se não falei, deveria), que é o fato de que não é apenas o agressor de mulher, ou de homossexual, ou de criança que deve ser punido. A AGRESSÃO a qualquer ser humano deve ser crime e coibida independente de sexo, cor, credo, opção sexual e demais particularidades. Agrediu? Deve sofrer sérias sanções. Se não, como fica o homem, branco e hétero? Pode apanhar à vontade? ... pois é.

Mas ao invés desse parâmetro, vou abordar outro. Porque o INSS tem que ser ressarcido somente disso? Aliás, vamos mais adiante, porque só o INSS pode ser ressarcido?

Cadê a lei que confisca os bens do Reitor de Universidade que desvia verbas para mobiliar seu apartamento? Porque não exigir ressarcimento de tudo que foi roubado?

Cadê a lei que exige ressarcimento da verba da merenda desviada pelo diretor da escola que deixa as crianças comendo comida vencida?

Cadê a lei que obriga o médico que falta seu expediente no hospital público para atender no seu consultório particular, e deixa os pacientes morrendo no corredor, ou os colegas de trabalho desguarnecidos?

Cadê a lei que faz os políticos devolverem o mensalão aos cofres públicos?

Cadê a lei que faz as construtoras devolverem todo o dinheiro ganho com serviços superfaturados em 500%?

Cadê a lei que obriga todo dinheiro apreendido pela polícia com tráfico, contravenções e outros crimes, serem diretamente doadas a um hospital ou escola pública?

Não vou continuar porque vai faltar dedos, luz e espaço para tanta lei que está faltando e também deveria entrar em vigor junto com o ressarcimento do INSS.

Você tem outra dica de lei que seja tão ou mais urgente referente a devidos ressarcimentos? Comenta aqui.


segunda-feira, 11 de junho de 2012

Home Office Everywhere!


Que tal um escritório em qualquer lugar?
Agora um workaholic não perde tempo nem em fila de banco!

O que aconteceu com o pão e circo?



Já falamos tanto de política aqui (muito mesmo). Religião então, já gerou mais polêmica que bate-boca no Ratinho. Então porque não falar de futebol. Completar a trinca dos assuntos "indiscutíveis", de acordo com o inconsciente coletivo.

Mas ao invés de me meter em polêmica nesse tema, vou apenas chamar a atenção para a matemática burra e a oportunidade de ouro que estão deixando escapar: alienar mais ainda o povo. Muitos vão se surpreender, então desde já digo que não estou pregando a alienação, mas me achei num ponto de cansaço com tudo, que me senti no direito de um pouco de pão... Sim, eu explico. A situação é que já vivemos num Circo tão grande que tá faltando mesmo só o pão.

A velha  tática do "Pão e Circo" que dava tão certo na Roma antiga, foi menosprezada pela atual sociedade.

Num país em que colocamos palhaços no poder, posso até consentir que já somos anestesiados com os "resultados da rodada" sempre no último bloco do telejornal. Visando anestesiar as CPI's, os mensalões, dólares na cueca e esquartejamentos de mega empresários. Mas porque já não fazem questão da nossa presença nas arenas?

Hoje (ao menos aqui no Rio de Janeiro), uma partida de futebol básica da rodada sai a um valor que varia de R$ 20 a R$ 50. Públicos infames têm enchido estádios de capacidade de 45 mil pessoas, com míseras 2 mil ou 3 mil. Mesmo a que se diz maior torcida do mundo, tem sido tímida e básica nos últimos jogos do seu time.
O que faz essa administração achar que vale mais a pena 2 mil pagando R$ 40 do que 30 mil pagando R$ 10?

Fiquei sabendo extra-oficialmente que um evento de MMA / UFC no Rio ocorrido há poucos meses teve seu ingresso cobrado numa média de R$ 90. Como não vou dizer que evento foi posso divulgar os números oficiais. Houveram 16 pagantes. Isso mesmo! Não esqueci nenhum zero ou errei a digitação não. Foram 16 pessoas que pagaram o ingresso. Mas o que esperar de algo com um ingresso nesse valor? Principalmente porque hoje a maior parte (ou todas) as Televisões por assinatura cobram muito menos que 1 ingresso para exibir todos os eventos, seja de futebol ou de lutas.

Aí vai o meu Pitaco. Vamos popularizar o entretenimento do povo. Foi querendo ganhar muito com pouca venda que a indústria fonográfica foi obrigada a se reformular e deixou de ser a potência que era no século passado.

Não sou administrador, nem pós graduado ou mestrando em Marketing ou MBA de qualquer coisa relacionada a finanças, mas como falei no início, a matemática parece ser simples. Melhor cobrar menos e vender para mais gente do que ficar aí deixando os fãs do esporte no sofá de casa. Já basta os revolucionários de facebook!

sábado, 9 de junho de 2012

Resgate de Plataformas!




Este é o VB-10.000. Um catamarã de US$ 100 milhões usado no golfo do México para resgatar plataformas afundadas por furacões... 
Uma plataforma tem em média 7.500 toneladas.

Mas imagine o que mais uma belezinha dessa pode pescar nesse oceano desconhecido?










sexta-feira, 8 de junho de 2012

O Cético e o Lúcido!


Achei o texto abaixo no mínimo curioso. Um ponto de vista que reforça a cada dia a minha visão agnóstica... 

Ateu ou religioso? Isso só depende do ponto de vista.



O Cético e o Lúcido

No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês. O primeiro pergunta ao outro:

- Você acredita na vida após o nascimento?

- Certamente. Algo tem de haver após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

- Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida?

- Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca.

- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: A vida após o nascimento está excluída - o cordão umbilical é muito curto.

- Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.

- Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas encerra a vida. E afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?

- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria.

- Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não existe nenhuma.

- Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la cantando, ou sente como ela afaga nosso mundo. Saiba, eu penso que só então a vida real nos espera e agora apenas estamos nos preparando para ela...


quinta-feira, 7 de junho de 2012

Idéias de Reciclagem! Genial!






















ESSA DO CARREGADOR DE CELULAR, PARTICULARMENTE VOU FAZER PRA MIM!