Páginas

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Processos Judiciais Bizarros!



O “Stella Awards” é um prêmio conferido anualmente aos casos mais bizarros de processos judiciais nos Estados Unidos. O prêmio tem este nome em homenagem a Stella Liebeck, que derrubou café quente no colo e processou, com sucesso, o McDonald’s, recebendo quase 3 milhões de dólares de indenização.
Desde então, o “Stella Awards” existe como uma instituição independente, publicando e “premiando” os casos de maior abuso do já folclórico sistema legal norte-americano.
Infelizmente a premiação teve a sua última edição em 2007 e os vencedores você confere logo abaixo…

5º lugar (empatado): Kathleen Robertson, de Austin, Texas, recebeu US$ 780.000,00 de indenização de uma loja de móveis, por ter tropeçado numa criancinha que corria solta pela loja e quebrado o tornozelo. Até aí, quase compreensível, se a criança descontrolada em questão não fosse o próprio filho da sra. Robertson.

5º lugar (empatado): Terrence Dickinson, de Bristol, Pennsylvania, estava saindo pela garagem de uma casa que tinha acabado de roubar. Ele não conseguiu abrir a porta da garagem, porque a automação estava com defeito. Não conseguiu entrar de volta na casa porque a porta já tinha fechado por dentro. A família estava de férias e o sr. Dickinson ficou trancado na garagem por oito dias, comendo ração de cachorro e bebendo pepsi de um engradado que encontrou por ali. Ele processou o proprietário da casa, alegando que a situação lhe causou profunda angústia mental. Recebeu US$ 500.000, 00.

4º lugar: Jerry Williams, de Little Rock, Arkansas, foi indenizado com US$ 4.500,00, mais despesas médicas, depois de ter sido mordido na bunda pelo “beagle” do vizinho. O cachorro estava na coleira, do outro lado da cerca, mas ainda assim reagiu com violência quando o Sr. Williams pulou a cerca e atirou repetidamente contra ele com uma espingardinha de chumbo.

3º lugar: Um restaurante na Filadélfia foi condenado a pagar US$ 113.500,00 de indenização a Amber Carson, de Lancaster, Pennsylvania, após ela ter escorregado e quebrado o cóccix. O chão estava molhado porque, segundos antes, a própria Amber Carson havia atirado um copo de refrigerante no seu namorado, durante uma discussão.

2º lugar: Kara Walton, de Claymont, Delaware, processou o proprietário de uma casa noturna da cidade vizinha, por ter caído da janela do banheiro quebrado os dois dentes da frente. Ela estava tentando escapar do bar sem ter que pagar o couvert (de US$ 3,50). Recebeu US$ 12.000,00, mais despesas dentárias.

1º lugar: O grande vencedor do ano foi o sr. Merv Grazinski, de Oklahoma Cty, Oklahoma. O Sr. Grazinski havia recém comprado um Motorhome Winnebago Automático e estava voltando sozinho de um jogo de futebol, realizado em outra cidade. Na estrada, ele marcou o piloto automático do carro para 100 km/h, abandonou o banco do motorista e foi para a traseira do veículo preparar um café. Quase como era de se esperar, o veículo saiu da estrada, bateu e capotou. O sr. Grazinski processou a Winnebago por não explicar no manual que o piloto automático não permitia que o motorista abandonasse a direção. O júri concedeu a indenização de US$ 1.750.000,00, mais um novo Motorhome Winnebago. A companhia mudou todos os manuais de proprietário a partir deste processo, para o caso de algum outro retardado mental comprar seus carros.

Cara, sinceramente eu não sei se acredito que isso é verdade!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Saudosismo!


Comercial da Faber Castel de 1993.





O mesmo comercial produzido pela mesma agência em 1995.


Qual o seu preferido?


Uma contribuição dos amigos do blog O Passado de Volta pra Você!

Aluguel de carros em Campo Grande MS!

Quando chegamos em Campo Grande, resolvemos que o melhor a ser feito seria alugar um carro para ir a Bonito, visto que de lá iríamos ao Paraguai. Então se fossemos fazer compras era melhor levar isso num carro alugado.

Passamos então a fazer uma extensa pesquisa na Avenida Afonso Pena. Se você quiser alugar um carro em Mato Grosso do Sul prepare-se, é uma facada. Cada local que íamos o valor não se alterava ou alterava pouca coisa. A localiza, pra você que é acostumado com o preço na região sudeste, pode esquecer. Lá na Centro Oeste os valores quase dobram, mesmo com algum convênio.

Foi então que surgiu a Canoense na nossa vida. Fez um preço baratinho, R$ 75 a diária com quilometragem livre. Um golzinho 1.0, só o valor da franquia do seguro que era bem salgado. Se algo acontecesse (qualquer coisa, desde perda total até roubo), teríamos uma participação módica de mais de R$ 3,5 mil. Caso o prejuízo fosse menor pagaríamos o valor do conserto até o máximo dos R$ 3,5 mil. Após constatar que todas as outras seriam assim, aceitamos correr o risco e fechamos com a Canoense.

Aí vem o prejuízo. A locadora fez o melhor preço sim. O atendimento nem fedeu nem cheirou, mas o carro que arrumaram, putz, mil vezes melhor ter pago um pouquinho a mais. Acredito eu que de sacanagem, para clientes que pesquisam preço eles tinham lá especialmente guardado o que nós apelidamos carinhosamente de "Chechelex", ou "Fedorento" para os íntimos. O gol era 2007 com quase 60 mil rodados. O carro não desenvolvia nem o 1.0 que prometia. Bebia mais que nós juntos, o vidro elétrico dianteiro do carona não funcionava, o porta mala era engatilhado, o ar condicionado tinha vontade própria e pingava água nos pés do motorista. E a cereja do bolo: Na primeira vez que deixamos estacionado no sol, quando voltamos o carro fedia a uma catinga de suor absurdo (mas pra entregar, tinha que ser lavado ou pagava taxa).

Esse foi o carro que nos entregaram, mesmo sabendo que havia uma grávida entre nós e que iríamos pegar a estrada. Nunca vi tamanho descaso na minha vida.

Se você for a Campo Grande, no Mato Grosso do Sul e precisar alugar um carro, recomendo que evite a Locadora Canoense por qualquer que seja o preço negociado. Lá o barato realmente sai caro!

Wagner Montes!





O mundo é outro mesmo. Hoje, sexta feira, 13 horas da TARDE, zapeando os canais vejo uma reportagem esmiuçando a vida dos Travestis no Wagner Montes.

Fala sério. Tem criança na mesa agora almoçando para ir ao colégio. Ou crianças que estudam de manhã chegando em casa agora. Liga a televisão e dá de cara com travesti com peitos de fora. Sim, apareceu uma imagem de um travesti na orla do Rio de Janeiro com os peitos de fora. E a medida que ele vai vomitando a opinião dele as imagens vão se repetindo.

Perguntamos: Isso acontecia nas décadas de 80 ou 90? O que aconteceu com a gente? Viramos um bando de bostas mesmo!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O verdadeiro merecedor da taça de bolinhas!




Tenho uma proposta muito clara de evitar ao máximo discussões futebolísticas nesse blog. Porém quando aparece um tema onde pode ser exercitada minha imparcialidade ou então minha capacidade de relativizar, fico tentado a dar o meu pitaco.

O que é a Taça de Bolinhas? A Copa Brasil, popularmente conhecida como Taça de bolinhas, é um troféu criado em 1971 para premiar o primeiro clube do Brasil a vencer o Campeonato Brasileiro de Futebol três vezes seguidas ou cinco vezes alternadamente. Foi criada pela entidade máxima do futebol brasileiro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os envolvidos no interesse de papar a taça para seu respectivo clube:

São Paulo Futebol Clube
1977 - Campeão Brasileiro
1986 - Campeão Brasileiro
1991 - Campeão Brasileiro
2006 - Campeão Brasileiro
2007 - Campeão Brasileiro
2008 - Campeão Brasileiro

Clube de Regatas do Flamengo
1980 - Campeão Brasileiro
1982 - Campeão Brasileiro
1983 - Campeão Brasileiro
1987 - Campeão Brasileiro
1992 - Campeão Brasileiro
2009 - Campeão Brasileiro

Logo, com tudo que foi explicitado acima, está mais do que na cara que a famigerada taça deve ir diretamente para a sede do:

SANTOS FUTEBOL CLUBE

É isso aí. Segue abaixo títulos do clube santista reconhecidos oficialmente pela CBF:

1961 - Campeão Brasileiro
1962 -Campeão Brasileiro
1963 -Campeão Brasileiro*
1964 -Campeão Brasileiro*
1965 -Campeão Brasileiro*
1968 -Campeão Brasileiro
2002 -Campeão Brasileiro
2004 -Campeão Brasileiro

* Campeão Invicto!

Não meus amigos. Antes que vocês vociferem de ódio achando que sou Santista. Longe disto. Apenas resolvi estudar os fatos e enxerguei algo que está ao alcance de qualquer um e simplesmente o óbvio. O Santos cumpriu os dois requisitos para ser dono da Taça de Bolinhas. Foi campeão três vezes seguidas (61, 62 e 63), e o primeiro pentacampeão brasileiro (O São Paulo só foi em 2007 e o flamengo apenas em 1992 - devido ao reconhecimento de 87 ter sido essa semana).

Portanto se o reconhecimento tardio da CBF vale para o flamengo entrar na justiça e requerer a taça de Bolinhas, tendo inclusive o juiz deferido o pedido, se o Santos entrar na briga, não há o que se discutir.

O que não saberia responder e fico me indagando é: Porque o Santos não entra na briga? Porque isso não aparece na mídia? Como nunca ninguém percebeu o óbvio?

Agora na boa, se dessem essa bendita taça logo ao Santos, acabava com essa novela mexicana fedorenta que já tá enchendo o saco!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Que Bonito é! Aliás, que Bonito foi!







Minhas ferias estão se indo! Ontem dei adeus a um dos lugares mais bonitos que tive oportunidade de visitar. O nome já diz tudo. Bonito (MS).

O lugar explora muito bem o turismo. O atendimento é excelente. Porém eu acho que isso é algo comum no Estado, porque desde Campo Grande só encontramos pessoas simpáticas (há algumas exceções que serão ditas mais tarde).
Há muitos passeios em Bonito. Grutas, flutuações, cachoeiras, balneários (não pensem em praia, são apenas locais para banho e descanso, geralmente a beira de um rio ou lagoa).
Nosso maior problema no primeiro dia em Bonito foi a chuva. Não pensem que vou culpar São Pedro por isso. A culpa de termos perdido um dia trancado num hotel com uma chuva lá fora é do Sro Prefeito de Bonito José Arthur Soares de Figueiredo. Isso porque uma boa parte dos passeios acontece mesmo em dia de chuva, porém a estrada até tais locais é de terra batida, então quando chove muito tudo fica atolado.
Nesse ponto as administrações do sul do país dão de dez a zero. Já imaginou o turismo de Gramado ou Canela parar por causa de chuva?
Senhor José Arthur, não estamos pedindo asfalto. Mas ao menos uma pavimentação de pedras portuguesas já iria enriquecer e fortalecer o turismo no seu município.
Já basta os insetos remando contra a maré. Se você for a Bonito, não se esqueça de comer, beber, respirar e passar repelente. É imprescindível.

Nosso primeiro passeio foi uma flutuação no Aquário Natural (baía bonita). Realmente uma experiência única. Você visitou as pirâmides do Egito? Contemplou a vista da Torre Eiffel? Surfou no Hawai? Pois é, mas se não fez flutuação em Bonito, sua vida ainda é incompleta.
É algo fenomenal. A sensação é de que estamos voando acima de uma floresta e um ecossistema único. Os peixes vão te seguindo timidamente. Se os abusados que chegam perto não são o suficiente, basta olhar de relance para o lado e veremos vários cardumes seguindo a distância. Há carangueijos também. Há também pequenos vulcões. Não tem lava não, são correntes subterrâneas que em pequenos orifícios encontram-se no rio ocasionando uma erupção de areia. Há pequenos e há gigantescos. Há ainda a flutuação no Rio Sucuri e no Rio da Prata. Não fiz nenhum desses dois, apenas do aquário, mas recomendo a quem for, fazer primeiro mesmo o do aquário pois é bem didático, há um treinamento na piscina antes e a ajuda de um barco de apoio. Minha esposa grávida de 6 meses pode fazer para vocês terem noção.

Fizemos as grutas também. Tenho uma ressalva importante a fazer. Na minha opinião as grutas são mais perigosas do que "não é falado"! Houve locais em que um escorregão e não vejo chance de sobreviver ou voltar a andar, na boa.
A gruta de São Miguel por exemplo, recomendaram para minha esposa, que conforme falei anteriormente está grávida de 6 meses. Putz, houve vários momentos que quase pedi para ela voltar e desistir do passeio. No caso dela, não importa se você vai escorregar e cair rolando 10 metros abaixo. Uma queda simples de mal jeito pode colocar a vida do bebê em risco. Mas já estávamos lá, arriscamos, fizemos e felizmente nada aconteceu.
Foram mais cuidadosos em não recomendar a Gruta do Lago Azul. Uma gruta de 20 metros inclinada cerca de 45 graus com degraus úmidos e íngremes. O final dela é um lago transparente com profundidade de 89 metros descobertos (ainda não chegaram no fundo). A sensação ao se enxergar o lago no fim da descida é que vai sair repentinamente um monstro jurássico gigantesco e sedento de sangue e morte. O mergulho no lago não é permitido. Nem precisava. Não tenho disposição de mergulhar naquilo nem me pagando. Falei do lago apenas para reiterar que um escorregãozinho de lá de cima, você rola até cair na água e começar a afundar. Credo!
Gente, vale ressaltar que essa é MINHA opinião, e que a Guia informou que nunca houve acidente sério em toda a história das grutas. Apenas arranhões. Bom, ela disse. Mas que eu achei perigoso, achei.

Os outros passeios foram balneários. Fomos a três. Do sol, municipal e Figueira. Todos são excelentes. O balneário do sol tem uma área para banho rasa para quem não nada ou tem dificuldade, uma tirolesa e uma área mais funda banhada por duas cachoeiras. Tem uma trilhazinha boba também. Um salão de jogos (salvou quando choveu, fiquei jogando ping-pong).
O balneário municipal também tem área para banho a beira do rio. Fundo e raso. Também tem peixes nadando ao seu redor. Mas recomendo a todos pegar Siriguela (uma fruta) no chão do estacionamento, levar para a beira do rio, colocar numa ponta de um galho e ficar vendo os peixes pulando fora d'agua para pegar pegar a fruta. Muito legal para tirar foto, filmar ou simplesmente interagir com os peixes. Alugam no local colete salva vidas e máscara, e dá para brincar de flutuação. Agora deixei o mais surpreendente balneário para o final. Praia da Figueira. Primeiramente é o mais salgado de todos, R$ 30 por pessoa. Tem uma figueira enorme e um monte de rede embaixo para descansar. Legal. Uma pequena praia onde fica-se com a cadeira na beira e os peixes nadando ao seu redor. Legal. Uma carcaça de avião no meio da água, servindo de criadouro de animais marinhos. Legal. Porém na saída nos cobraram cada copo com gelo que pedimos!!! Isso aí. Cada refrigerante que minha esposa pedia, tinha um preço só a latinha, mas se pedisse com gelo e limão, isso era cobrado! Bizarro!! Nem olhei na minha comanda se por um acaso cobraram o palitinho depois da porção e eu não percebi. E os guardanapos!!! Será que por isso minha conta saiu tão caro!?

Finalizando, o centro da cidade é uma gracinha, acolhedor e com excelente atendimento. Só achei o artesanato muito caro. Comemos no casarão, rodizio de peixes típicos. Não foi muito bom. Tenho a impressão que chegamos tarde e ao invés de avisarem que não seria um bom horário para o rodízio, resolveram pensar no dinheiro e nos empurrar assim mesmo. Comemos na pizzaria Vênus. A pizza mais rápida que já vi na vida. Ficou pronta ligeiro e é uma delícia. Comemos no Esquina do Espeto. Muito bom. Teríamos ido mais vezes se não tivéssemos descoberto apenas no último dia. Carne de primeira, excelente atendimento e guarnição e com um preço justo. E por último Restaurante do João. O lugar é tematizado. Muito bonito com atendimento rápido e cortez. Só o preço que é salgado. Mas se você tem dinheiro sobrando vale a pena.
O aquário municipal no centro é muitissimo caro se for levar em conta custo benefício. Paga-se R$ 15 ou R$ 10 se for estudante para meia dúzia de aquários, uma banheira enorme com água barrenta e alguns peixes, mas o que realmente vale a pena são as Arraias. Se você for na hora da alimentação das Arraias e das piranhas, fica menos caro, mas ainda assim é um preço injusto.

Bom, termino este post com os olhos marejados de lágrimas, o coração apertado porque as férias estão indo e com saudades desse lugar maravilhoso. Mas só volto agora com o Lucas garotão. Vai dar para curtir mais.

Pretendo postar fotos e vídeos.
Inté.

Salário Mínimo de acordo com o DIEESE!




Salário mínimo necessário: Salário mínimo de acordo com o preceito constituicional "salário mínimo fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, reajustado periodicamente, de modo a preservar o poder aquisitivo, vedada sua vinculação para qualquer fim"
(Constituição da República Federativa do Brasil, capítulo II, Dos Direitos Sociais, artigo 7º, inciso IV).
Os valores informados foram considerado em cada Mês o maior valor da ração essencial das localidades pesquisadas. A família considerada é de dois adultos e duas crianças, sendo que estas consomem o equivalente a um adulto. Ponderando-se o gasto familiar, chegamos ao salário mínimo necessário.

Pra quem quiser conferir, aí vai o site:

para quem não sabe: Dieese - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos.

Porque não posso processar o estado?

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Bebê jogado num canal em Queimados (RJ)!


Vi essa notícia no jornal hoje e tive que ir a internet conferir maiores informações.
Tive vontade de escrever um post porque honestamente, não consigo raciocinar punição justa o suficiente para um animal que tenta matar um bebê recém nascido. Acredito que nem deva chamar de animal, porque desconheço qualquer animal por mais selvagem que seja que mata uma cria sua. A criatura que faz algo assim nem desse mundo é.

Vou ser pai. Muitos podem dizer que minhas palavras são permeadas por esse momento que estou passando, mas negarei até a morte. Acredito já ter esse pensamento desde quando me faltava cabelos no suvaco.

Abomino o ato e as pessoas simplesmente porque se um aborto é covardia, o que dizer de alguém que espera o bebê se formar, crescer no ventre 9 meses, para depois com frieza de causar inveja a Hitler e FHC, o infeliz enrolar o bebê num plástico e jogar num canal. A mãe não tem a coragem de matar a criança dentro dela, mas tem coragem de olhar o rostinho do filho (ou filha) e simplesmente largar de uma ponte. Uma criança que nada pode fazer, que não pode se defender, que não pode gritar, não pode pedir ajuda, não pode reconhecer seu assassino, não pode, não pode, não pode... Em sumo, nada pode fazer.

Repito o que disse no início do post. Não há punição à altura para tal ato, não nesse mundo. A morte seria uma dádiva.

Espero que essa mãe que largou o bebê no canal em queimados não tenha mais uma vida. Seja assombrada pelo seu ato. Nesse momento fico triste por existir imprensa. Pois ela não deveria saber nunca que a criança foi salva e passa bem.

Uma vida longa e sofrida para essa mãe!

Foi Burrice ou proposital?!

Hoje ao conferir meu facebook, me deparei com essa notícia do TERRA compartilhada pelo meu cumpadre Leonardo Perovano:

" Tiririca erra, vota em mínimo de R$ 600,00 e contraria seu partido na Câmara."

Já falamos sobre o nobre Deputado em outros post, agora vou levantar uma bola aqui e convocar o seu pitaco:
"Você acha que foi burrice do nosso político semi-analfabeto, ou a lembrança de muitos dos seus conterrâneos e sua história de vida emocionou o cidadão e ele deu uma de joãozinho sem braço?

Não deixem de comentar!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Deputado Explica porque precisa de aumento salarial. Top Five - CQC 20/...

Aprovado o mínimo de R$ 545,00.

Olha só como ficou o pobre do Bob Esponja quando soube do aumento do salário mínimo!

Esse é um momento oportuno para convocar o Senhor Deputado Abelardo Camarinha (PSB - SP) a explicar como sobreviver com um salário destes, já que ele próprio desafiou qualquer um a sobreviver com o salário de R$ 11 mil, o que justificou o aumento de 62% em dezembro de 2010, para a quantia justa de R$ 26 mil (veja post acima).

O Brasil é um país de Badalhoca.

Votação On-line!

Incrível! O Globo.com está passando a votação do mínimo como se fosse um jogo de futebol tempo real:

Acho a idéia formidável. Mas fico me questionando se a audiência é a mesma que a de um jogo de futebol. Somos capazes de acompanhar jogo que não é do nosso time, mas acompanhar uma votação no plenário ao vivo é demais. A TV Senado, por exemplo, não tem audiência nenhuma, em comparação com os quadros políticos do CQC (que na minha opinião ainda merecia mais expectadores). Somos criteriosos (?) na hora de escolher o canal onde queremos ver política. Acho que o povo brasileiro só tem estômago para aguentar política salpicada de humor. Ela pura é intragável.

Apoio a iniciativa do portal global. Porém acho que a prática deveria ser extendida para todas as votações. Primeiro ponto benéfico seria nos informar de TODAS as votações no plenário. Desde as mais inúteis até as importantes, e o principal: Saberíamos quem é o autor, quem votou contra, quem votou a favor, em sumo, todos os envolvidos.

Segundo ponto benéfico: Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Teríamos um bombardeio de política em nossas vidas que talvez deixasse o brasileiro mais atuante.

Terceiro ultimo ponto: Como se comportariam nossos políticos sabendo que estão sendo acompanhados em tempo real com seus nomes e seus votos expostos para todo o Brasil. Tudo bem que eles confiam na memória de peixe do brasileiro, mas se a gente consegue lembrar o nome do ganhador do BBB 3, posso ter esperança.

Enfim, torço para o dia que política gere tanto interesse quanto futebol ou BBB.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Arthur Muhlenberg!

Publicitário Carioca amado e odiado do urublog no globo!

Vou tentar conter meus nervos e escrever de maneira imparcial sem envolver méritos ou deméritos sobre times envolvidos.
Na verdade só quero transmitir um pitaco: Apesar de torcer para um time rival ao meu e esculachar todos os não flamenguistas em seu blog venho dizer que admiro muito essa criatura infame.
Cada um joga com as armas que tem, e esse é um profissional que brinca com as palavras como marabalistas do cirque di solet. Tamanha facilidade em criar neologismos ofensivos e jogar qualquer torcedor rival a algum nível abaixo da qualidade do programa do Faustão por exemplo, faz dele um cara a ser admirado.
Se como no mundo do futebol esse cara pudesse ter seu passe comprado, todos iriam querer ele ao lado da sua torcida. Isso é uma verdade. Mas como comentários em blogs de times são feitos com o coração e não com a profissão, é mais um zico para o time do Flamengo. E com o talento desse cara, não sei se haveria recursos suficientes em algum clube para a compra dos direitos.
Seus comentários são mais nocauteantes que o chute do Anderson Silva, mas mesmo assim faço questão de ler sempre que possível, apesar de ser ofendido em 80% de seus textos.
Ao procurar informações sobre Arthur, vi cartas abertas de repudio, vi até o que me arrancou risadas: Reclamações no site "Reclame aqui". Para mim esse site sempre serviu para reclamações tipo Procon, onde fala-se de empresas má prestadoras de serviços, ou equipamentos defeituosos. Mas nunca soube que podia se reclamar de um blogueiro que puxa sardinha para o seu time e esculacha os outros.
Tenho pena de quem se sente ofendido, e caso Arthur venha a ler o texto desse humilde blogueiro, quero que saiba que há arte no que ele escreve. Basta você observar com imparcialidade e não ligar para as brincadeiras (as vezes ofensiva é verdade, mas nunca de baixo nível), e as vezes ele até dá armas que podem ser usadas contra ele no futuro.
Meu pai sempre me disse: "Se te chamarem de idiota você deve se perguntar se você é. Se a resposta for não, então dê os ombros e cague e ande pro que falam."
Por isso sou um admirador de Arthur Muhlemberg. É muito engraçado, você fica puto no inicio, mas é a opinião dele. Não me identifico, nem identifico meu time em seus comentários. Chega uma hora que acabo rindo junto.
Para quem não conhece:

Não devemos abrir mão do que nos faz brasileiros. A capacidade de relativizar.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Uma homenagem a Steven Seagal!

Semana passada o lutador Anderson Silva venceu por nocaute Victor Belfort. O campeão entrou no octógono acompanhado de ninguém mais, ninguém menos que o astro Steven Seagal. Em entrevista posterior a luta, o atleta disse que o chute que nocauteou Victor foi ensinado pelo ator. Então o Pitaco Público resolveu fazer uma homenagem ao mestre do Ricardo Macchi (cigano Igor), com essa tela workshop que descreve as diversas facetas necessárias para atuação deste brilhante mestre na arte da interpretação.

Desenhos envelhecidos!

Já falamos de desenhos mais realistas!
Já falamos de desenhos perversos!
Agora vamos mostrar alguns exemplos de como deveriam estar alguns personagens da nossa infância nesta década.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Não é dinheiro, estúpido - Nizan Guanaes, Folha de S.Paulo (08/02/11)



SOU, COM FREQUÊNCIA, chamado a fazer palestras para turmas de formandos. Orgulha-me poder orientar jovens em seus primeiros passos profissionais.
Há uma palestra que alguns podem conhecer já pela web, mas queria compartilhar seus fundamentos com os leitores da coluna.
Sempre digo que a atitude quente é muito mais importante do que o conhecimento frio.
Acumular conhecimento é nobre e necessário, mas sem atitude, sem personalidade, você, no fundo, não será muito diferente daquele personagem de Charles Chaplin apertando parafusos numa planta industrial do século passado.
É preciso, antes de tudo, se envolver com o trabalho, amar o seu ofício com todo o coração.
Não paute sua vida nem sua carreira pelo dinheiro. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência.
Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser um grande bandido ou um grande canalha. Napoleão não conquistou a Europa por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro.
E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar. Tudo o que fica pronto na vida foi antes construído na alma.
A propósito, lembro-me de um diálogo extraordinário entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar dos leprosos, diz: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo". E ela responde: "Eu também não, meu filho".
Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar têm trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.
Meu segundo conselho: pense no seu país. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si.
Era muito difícil viver numa nação onde a maioria morria de fome e a minoria morria de medo. Hoje o país oferece oportunidades a todos.
A estabilidade econômica e a democracia mostraram o óbvio: que ricos e pobres vão enriquecer juntos no Brasil. A inclusão é nosso único caminho. Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu vomito. É exatamente isso que está escrito na carta de Laodiceia.
É preferível o erro à omissão; o fracasso ao tédio; o escândalo ao vazio. Porque já li livros e vi filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso (ou narra e fica muito chato!).
Colabore com seu biógrafo: faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.
Tenho consciência de que cada homem foi feito para fazer história.
Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, caminhando sempre com um saco de interrogações numa mão e uma caixa de possibilidades na outra. Não dê férias para os seus pés.
Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: "Eu não disse? Eu sabia!".
Toda família tem um tio batalhador e bem de vida que, durante o almoço de domingo, tem de aguentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo o que faria, apenas se fizesse alguma coisa.
Chega dos poetas não publicados, de empresários de mesa de bar, de pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta à noite, todo sábado e todo domingo, mas que na segunda-feira não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar.
Só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão. E isso se chama "sucesso".
Seja sempre você mesmo, mas não seja sempre o mesmo.
Tão importante quanto inventar-se é reinventar-se. Eu era gordo, fiquei magro. Era criativo, virei empreendedor. Era baiano, virei também carioca, paulista, nova-iorquino, global.
Mas o mundo só vai querer ouvir você se você falar alguma coisa para ele. O que você tem a dizer para o mundo?


NIZAN GUANAES, publicitário e presidente do Grupo ABC.
Texto também publicado no blog do mestre Daniel Pels (www.ctrlspels.blogspot.com)

Pérolas de Sabedoria by Capitão Nascimento

"A verdade é que a Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro deveria acabar!"

Voe TAM!

Um post um pouco atrasado, mas antes tarde do que nunca!

Já estou há dois dias em MS (se fugiu da escola e não sabe onde é, azar o seu).
Não poderia deixar de dar o meu pitaco sobre a escolhida companhia aérea que me trouxe até aqui. TAM.

Por enquanto nessa vinda tenho ponderações apenas positivas. Sempre fui cliente GOL. Principalmente por causa das promoções. Porém ao juntar meus pontos de milhagem, fui convencido a fazê-lo no cartão TAM de fidelidade. Nada melhor do que testar um serviço experimentando de graça. Foi o que eu fiz.

Gostei do Check-in. Ligeiro e cortês. Gostei da pontualidade (sei que quando o tempo e o aeroporto ajuda). O atendimento de bordo foi muito bom.

Não passei mal na decolagem. Na GOL, sempre que o avião subia, minha cabeça doía muito. Conversando com um amigo que foi piloto de avião, ele me assegurou que isso acontece por má regulagem da despressurização, tarefa do piloto.

O lanche foi surpreendente. Acostumado ao amendoim safado da gol ou a barrinha de cereal killer, comecei a viagem com salada de fruta e um brioche de presunto com sucos. No segundo avião que pegamos, conexão, um pão integral com peito de peru e pasta de azeitona e mais uma vez um suquinho.

Do restante a viagem foi supernormal. Revistas a bordo, workalics ao lado lendo planilhas e preenchendo relatórios. Medo do avião cair. Básico.

Lucas no forninho adorou ou odiou, porque não parava de mexer na barriga da mãe.

Vou mandando mais notícias assim que puder. Mas não esqueçam. Estou de férias!

Até parece!

Tirei essa foto com meu celular semana passada. Esses são os "caveirões" da prefeitura. Arrecadadores de dinheiro em quatro rodas. Os blindados da safadeza. A máquina de dinheiro para os corruptos.

Eu poderia ficar horas aqui despejando adjetivos à altura dos imundos que controlam a indústria das multas. Mas o tempo é escasso.

Bom, mas o que me chamou a atenção foi a falácia "Mantenha o reboque vazio..."

Putz, quer me enganar me dá bala! Faz por meia que sou estudante! Até parece que o real desejo da turma da prefeitura é esse. Se a gente se conscientizar e estacionar corretamente, logo logo arrumam outra maneira de chupar dinheiro dos cidadãos honestos e trabalhadores.

Pro inferno com a máquina safada do Detran.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Desenhos Perversos!






Na ordem:

Ursinho Puff
Pequena Sereia
Mulan
Branca de Neve
Alice
A bela e a fera

Sinistro!

obs: Consegui esse belo material no orkut do Sergin.

Quando nos transformamos nesse bando de Bostas!?

1959 X 2010

Cenário 1: João não fica quieto na sala de aula. Interrompe e perturba os colegas.

Ano 1959
: É mandado à sala da diretoria, fica parado esperando 1 hora, vem o diretor, lhe dá uma bronca descomunal e volta tranquilo à classe.
Ano 2010: É mandado ao departamento de psiquiatria, o diagnosticam como hiperativo, com trastornos de ansiedade e déficit de atenção em ADD, o psiquiatra lhe receita Rivotril. Se transforma num Zumbí. Os pais reivindicam uma subvenção por ter um filho incapaz.


Cenário 2: Luis quebra o farol de um carro no seu bairro.

Ano 1959
: Seu pai tira a cinta e lhe aplica umas sonoras bordoadas no trazeiro... A Luis nem lhe passa pela cabeça fazer outra nova "cagada", cresce normalmente, vai à universidade e se transforma num profissional de sucesso.
Ano 2010: Prendem o pai de Luis por maus tratos. O condenam a 5 anos de reclusão e, por 15 anos deve abster-se de ver seu filho. Sem o guia de uma figura paterna, Luis se volta para a droga, vira um delinquente e fica preso num presídio especial para adolescentes.

Cenário 3: José cai enquanto corria no patio do colégio, machuca o joelho. Sua professora Maria, o encontra chorando e o abraça para confortá-lo...

Ano 1959
: Rapidamente, João se sente melhor e continua brincando.
Ano 2010: A professora Maria é acusada de abuso sexual, condenada a três anos de reclusão. José passa cinco anos de terapia em terapia. Seus pais processam o colégio por negligência e a professora por danos psicológicos, ganhando os dois juizos. Maria renuncia à docência, entra em aguda depressão e se suicida...


Cenário
4: Disciplina escolar

Ano 1959
: Fazíamos bagunça na classe... O professor nos dava um belo de um esporro e/ou encaminhava para a direção; chegando em casa, nosso velho nos castigava sem piedade.
Ano 2010: Fazemos bagunça na classe. O professor nos pede desculpas por repreendernos e fica com a culpa por faze-lo . Nosso velho vai até
o colégio se queixar do docente e para consolá-lo compra uma moto para o filhinho.


Cenário
5: Horário de Verão.

Ano 1959:Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. Não acontece nada.
Ano 2010: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. A gente sofre transtornos de sono, depressão, falta de apetite, nas mulheres aparece celulite.

Cenario
6: Fim das férias.

Ano 1959: Depois de passar férias com toda a família enfiada num Gordini, após 15 dias de sol na praia, hora de voltar. No dia seguinte se trabalha e tudo bem.
Ano 2010: Depois de voltar de Cancún, numa viajem 'all inclusive', terminam as férias e a gente sofre da síndrome do abandono, pánico, attack e seborréia...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Mega Feira de Gestantes e Bebê Rio Centro!

Hoje fui a Mega Feira de Gestantes e bebês do Rio Centro com minha esposa e meu filho no forninho!
Entrada Gratuita. Grande atrativo. Ledo engano. Exceto se você for a pé, o que para quem conhece a geografia do Rio Centro é desaprovado pela ONU. Ir de ônibus também é inaceitável, afinal, estamos falando de gestantes, e bebês. Daí vêm a falácia. Entrada Gratuita, porém o estacionamento é R$ 4,00 POR MEIA HORA (eu nunca tinha usado o negrito nesse blog)!

Cada meia hora passada é mais R$ 4,00 até o limite de R$ 12,00 a diária. Porque não colocar logo R$ 12,00 o estacionamento? Isso porque o caminho do estacionamento a feira leva mais ou menos 20 minutos. Outra crueldade com quem está levando crianças, seja pela mão ou na barriga.

Enfim, R$ 12 contabilizados, vamos a feira.

As pessoas que organizam devem aproveitar a estrutura de uma Feira da Providência, Um mega feirão Casas Bahia pra fazer uma feira de gestantes. Galera, uma feira de gestantes tem uma quantidade enorme de que? Gestantes!

O problema é que os corredores são estreitos e os stands são em sua maioria abafados. Um ponto positivo é que há uma boa quantidade de locais para sentar, afinal as grávidas se cansam. Mas a hora de ir embora é o maior drama. Não há uma saída , você sai pela entrada. E para isso tem que voltar todo o caminho que você fez praticamente. Uma estratégia de marketing para você privilegiar os primeiros stands, porém prolongar o sofrimento do cliente. Sugeriria que houvesse um corredor reto que ligasse o final da feira a saída (entrada), controlada por um funcionário para ser uma mão dupla (afim de evitar que quem chega usasse para ir direto ao final).

Outra coisa. Alguém avisou que grávidas precisam ir ao banheiro de 20 em 20 minutos? Um banheiro apenas fazia as graças, e adivinha aonde? Quase na entrada.

Stands que fazem sucesso (geralmente onde estão as promoções) são um verdadeiro inferno. As filas impedem a passagem das pessoas e vamos combinar, não há prioridade nas filas num evento de gestantes. Como definir qual grávida é mais prioridade?

Não havia uma sinalização do posto médico (pra falar a verdade nem vi, nem sei se tinha). Ambulância, se existia deveria ser no mínimo duas (já combinamos que não estamos falando de feirão Casas Bahia ou Feira da Providência).

Só sei que de férias, nunca me cansei tanto!

The fifties!

Estou "ferioso". É isso aí. Inventei um neologismo para "estou de férias".
E para me despedir do trabalho em grande estilo resolvi fazer estravagância no ultimo almoço antes das férias ontem! Fui no Barrashopping e almoçamos eu e Raphael no Fifities.
Na verdade não fomos já com esse intuito, a idéia era almoçar num lugar diferente do que fazemos todos os dias, mas andando no sentido da praça de alimentação vimos banners espalhados no shopping e fomos comprados pela publicidade.

O atendimento foi rápido, cortês. A decoração é magnífica. O uniforme dos garçons é nostalgia pura. Mas uma coisa chamou a atenção do meu colega. Uma plaquinha em cima da mesa fazia propaganda do Happy Hour do Fifties. Não me lembro todo o texto, mas havia uma parte assim: "Traga seus amigos para a melhor hamburgueria de São Paulo..."

Putz. Alguém avisou a eles que estamos no Rio de Janeiro. Sei que estavam num shopping, mas ao sair ninguém percebia a ausência de cheiro de fuligem. O sol brilhando. O odor de maresia (a praia logo ali). As pessoas descontraídas, mesmo num dia de trabalho. O calor infernal. A ausência de trânsito, buzina e cantadas de pneus. Ninguém falando pelo nariz, ou com sotaque italiano ou voz grave de pseudo-rapper. Mulheres bonitas com pouquíssima roupa.
Mas eu e meu colega chegamos a conclusão de que eles podiam fazer isso. Carioca leva tudo na sacanagem. Aquilo deve virar motivo de 30 segundos de piada e depois partem para outro assunto.

Agora vai colocar uma plaquinha semelhante em São Paulo com dizeres "traga seus amigos para a melhor hamburgueria do Rio de Janeiro.
Paulista vai dar chilique, pular 3 metros e ameaçar colocar na justiça com o dedinho mindinho em riste!

Mas justiça seja feita. O hamburguer é delicioso, com aquela cara de anos 50, o pão diferenciado, aquela carne diferente da carne de minhoca do Mc Donalds, verdadeira carne moída prensada. E pra acompanhar, pedi um milk shake igualzinho aqueles de filme dos anos 60 quando o pai leva as crianças na sorveteria. Além de saborosos são feito em grandes vasilhames de alumínio despejados naqueles copões. Faltou só o Chantily e a cereja em cima. Mas eu acho que eles têm isso. Eu que não pedi. Ahhh.. já ia me esquecendo. A batata é batata de verdade. Não é aquelas semi prontas que qualquer um compra no supermercado não. É cortadinha a mão, na fritura até com pontinhos de queimado. Maneirissimo.

Eu recomendo! Se você não for um bairrista puxador de briga com espírito paulistinha.

Até eles sabem!

A coisa tá tão escancarada!
Não tem nem mais como esconder!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Caverna do dragão!

"Toooooooooooooolos"


Link para download de episódios do "Caverna do Dragão".


Mais uma contribuição dos nossos amigos do blog "O passado de volta pra Você".

Divirtam-se!

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Só pra complementar!

Dizem que uma imagem diz mais que mil palavras. Essa imagem no entanto, diz mais que 26,7 mil.

Estou de luto!
Pro inferno com Tiririca!

Tiririca, a cara da nossa política!




Reproduzo na íntegra a entrevista do G1 com o nosso Deputado Federal Tiririca no dia em que ele foi para a primeira votação da sua carreira política, eleger o Presidente da Casa:

G1 - O senhor já aprendeu a votar? Tiririca: Já.

G1 - Teve dificuldades? Tiririca: Não.

G1 - O que aconteceu com o sistema? Tiririca: Está dando inválido os dígitos, mas eu acho que deve ser um problema.

G1 - Como o senhor se sente após ter sido empossado deputado federal? Tiririca: Agora feliz!

G1 - Quais são as propostas do sr. para o país? Tiririca: Estamos estudando e passando para os assessores aí. Vai ser coisa boa.

Realmente é de uma dialética impressionante. Um poder de argumentação pra dar inveja a qualquer jogador de futebol. Acredito que até as respostas manjadas de perguntas manjadas a jogadores depois do jogo são mais permeadas de palavras e esclarecimentos do que o Deputado conseguiu na simplória entrevista acima.

A culpa é dele? Lógico que não. É do povo que votou? Menos ainda. Errou aquele que achou que eu diria que a culpa é de quem colocou ele lá. Não se pode responsabilizar uma maioria de um povo cansado, ignorante politicamente, semi analfabeto e conhecidamente gozador. O (de)mérito de quem colocou o Senhor Francisco Everardo Oliveira é o marketeiro f%$@#* que elaborou a campanha dele. Também é culpado o partido safado que se utiliza do artista para eleger meia dúzia de corruptos bandidos na carona. Também é culpa do formador de opinião que ouviu a besteirada do palhaço Tiririca e propagou aquilo entre seus amigos como se fosse algo legal, e não vergonhoso.

Não acho que os politicos europeus ou norte-americanos são melhores ou piores, mas eu particularmente tenho vergonha de um deputado como o Tiririca ter sido eleito, ainda mais com as coisas que ele falou na campanha eleitoral.

Vale ressaltar que o célebre Deputado foi na sua primeira votação ajudar a escolher o presidente da Casa, e assumidamente votou no candidato que o partido indicou (ordenou). Não que eu ache que um político deve ir contra ao partido ao qual é afiliado, mas se o partido virasse para o Deputado Palhaço e dissesse: "Vota em quem você julgar ser melhor a opção", o que Tiririca poderia fazer?? Ou seja, ele é um fantoche, junto com os canalhas que se elegeram na carona da sua quantidade de votos. Acredito que Tiririca só vai ter poder de decisão quando for pra votar seu aumento de salário.

Pra finalizar, a resposta da última pergunta dá uma pontada no coração. Os planos para o país? "Estamos estudando e passando pros assessores aí." Nessas horas eu gostaria que o repórter fosse do CQC. Com perguntas mais profundas e maliciosas quem sabe não fariam o Tiririca se intimidar e se envergonhar a tal ponto de entregar o cargo. Humm, não, ilusão minha, afinal, ele é um palhaço.

É, mudemos o slogan: "Pior do que tá, vai ficá!"

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Parabéns ao Publicitário!


Me despeço do dia do Publicitário com essa pérola de logomarca. Onde o cara que criou isso estava com a cabeça? Eu sei, mas é impróprio falar.

Profissão Perigo! Macgyver!




Aproveitando o vídeo do dia do post anterior, resolvi visitar o Passado de volta pra Você.
Excelente blog. Pra gente saudosista como eu um parque de diversões.

Encontrei essa pérola. A abertura do Profissão Perigo na globo. Muitas lembranças. Não perdia nenhum episódio.

Divirtam-se.

Em homenagem ao dia do publicitário!


Contribuição do mestre Daniel Pels no facebook. Video com coletâneas de comerciais das décadas de 70, 80 e 90. Vale a pena assistir.

Duas observações:
1. No comercial em Português (de Portugal) da rede Jumbo, aparece os guichês do supermercado com esteira rolante das mercadorias, leitor de código de barra e etc. Galera, isso pra gente hoje é normal, mas na época da propaganda, aqui no Brasil, supermercado era aquelas maquinas gigantescas do botão preto enorme que fazia a máquina gritar e saía aquela fitinha de calculadora de antigamente. E esquece esteira rolante.

2. O casaquinho do moleque do comercial da Laka. Putz, acho que ele cresceu e fez o comercial do tiozinho da sukita.

Parabéns a todos os publicitários!